Contacte-nos
Contáctanos para nuevas contrataciones
o
Nós te chamamos
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Acepto la política de protección de datos.
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
Perguntas e respostas.png

Como o podemos ajudar?

Perguntas frequentes

Queremos resolver todas as suas dúvidas. Estas são as perguntas mais frequentemente colocadas pelos nossos clientes.

Existem diferentes tipos de veículos a gás?

Sim, isto dá lugar continuamente a confusões. Basicamente existem veículos que usam Autogás, e veículos que usam gás natural. O biogás como combustível encontra-se actualmente em fase experimental, e o hidrogénio está ainda muito longe de se introduzir na prática. Mas o Autogás é o que mais se usa como combustível.

Autogás: obtém-se maioritariamente durante a extracção de gás natural e de petróleo, e como gás acompanhante ou componente do gás natural húmido, e em menor medida da refinação do petróleo. O Autogás armazena-se num depósito a uma pressão de apenas 6-8 bar. O Autogás liquefaz-se facilmente sob uma pressão relativamente baixa. Não se requer um processo de liquação complicado. Este efeito físico é o dos populares isqueiros a gás, nos quais há propano, ou seja, Autogás.

Gás natural (CNG): O gás natural comprime-se a uma pressão de 200 a 250 bar, e introduz-se no depósito através de dispositivos de enchimento especiais. Portanto, a pressão de prova dos depósitos deve ser no mínimo de 600 bar.

Biogás: produz-se sob exclusão de ar pela fermentação, por exemplo, de esterco liquefeito e de refugos orgânicos. Teoricamente, os veículos a gás poderiam circular com biogás. Não obstante, é preciso um tratamento intensivo para conseguir a qualidade necessária. Actualmente não se vê uma aplicação a grande escala.