Contacte-nos
Contáctanos para nuevas contrataciones
o
Nós te chamamos
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Acepto la política de protección de datos.
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados

Repsol incorpora TRIG (InfraRed) com uma participação de 49% no parque solar de Valdesolar

  • The Renewables Infrastructure Group (TRIG), empresa de investimento cotada em bolsa gerida pela InfraRed Capital Partners (InfraRed), vai investir 117 milhões de euros para se tornar acionista minoritário na Valdesolar, o maior ativo solar da Repsol em Espanha, localizado em Valdecaballeros (Badajoz) com uma capacidade instalada de 264 MW. 
  • O acordo demonstra a robustez da estratégia de crescimento da Repsol em energias renováveis, que tem como objetivo o desenvolvimento de projetos, desde as fases iniciais até à entrada em funcionamento, como a Valdesolar, uma central solar que está 100% operacional desde o terceiro trimestre de 2021. 
  • Esta é a segunda transação do género que a Repsol concluiu desde novembro, após a venda de uma participação minoritária no projeto eólico Delta, em linha com a sua estratégia de rotação de ativos renováveis.

A Repsol chegou a acordo para que o grupo TRIG (The Renewables Infrastructure Group), uma empresa de investimento internacional gerida pela InfraRed, assumisse uma participação de 49% do capital social da empresa, por 117 milhões de euros, no projeto solar Valdesolar (Valdecaballeros, Badajoz), a maior central solar da Repsol em Espanha, com uma capacidade total instalada de 264 megawatts (MW), totalmente operacional desde o terceiro trimestre de 2021. 

Com este acordo, que avalia a Valdesolar em 239 milhões de euros, a Repsol mantém o controlo operacional deste ativo, reforçando o seu modelo de negócio de renováveis, e o objetivo de obter rendimentos de dois dígitos nos seus investimentos neste setor. 

Esta é a segunda transação de rotação de ativos renováveis da Repsol desde novembro do ano passado, após a venda de uma participação minoritária na Delta, o seu primeiro projeto operacional de energia eólica em Aragão, Espanha.

De acordo com João Costeira, Diretor-executivo de Geração de Baixo Carbono da Repsol: "Estamos entusiasmados por incorporar a TRIG como um parceiro forte na Valdesolar. Esta transação demonstra, mais uma vez, a atratividade dos nossos projetos renováveis, acelerando a cristalização de valor em ativos operacionais, com o objetivo de reinvestir em novas oportunidades que nos ajudarão a atingir 6 GW de capacidade de geração renovável instalada até 2025, e 20 GW até 2030". 

Richard Crawford, Diretor da InfraRed Capital Partners, afirma: "Estamos muito satisfeitos por nos associarmos à Repsol para este grande projeto solar operacional para contribuir para melhorar a segurança energética e a descarbonização do sistema energético espanhol. A Valdesolar contribui para a diversificação tecnológica e geográfica da carteira de ativos da TRIG e reforça ainda mais o sólido historial da InfraRed, que conta com mais de 1GW de energias renováveis na Península Ibérica, onde continuaremos a impulsionar um crescimento significativo nas diferentes áreas de investimento de transição energética no futuro". 

Valdesolar é composta por 648.000 módulos solares distribuídos por cinco grandes áreas ligadas à rede através de uma nova subestação elétrica de 400 kV que também faz parte do projeto. 

A instalação será capaz de fornecer eletricidade a 140.000 famílias, e cerca de 350.000 pessoas, o equivalente a toda a população de Badajoz, Cáceres, Mérida e Plasencia, e permitirá evitar 211.564 toneladas de emissões de CO2 por ano.

 

 Desenvolvimento fotovoltaico da Repsol 

Além de Valdesolar, os ativos renováveis solares da Repsol incluem ainda Kappa, em Manzanares (Ciudad Real). Esta instalação tem uma capacidade total instalada de 126,6 megawatts (MW) distribuídos em três parques: Perseo Foton I, Perseo Foton II e Perseo Foton III. 

A empresa multienergética está a desenvolver outro projeto solar em Espanha, designado Sigma. Com uma capacidade instalada de 204 MW, o projeto está localizado em Jerez de la Frontera (Cádis) e foi declarado de interesse estratégico pelo Governo regional da Andaluzia. 

Fora da Península Ibérica, a Repsol entrou no mercado das energias renováveis dos EUA em 2021, com a compra de 40% da Hecate Energy, empresa especializada em projetos solares e baterias para armazenamento de energia, com uma carteira de mais de 40 gigawatts (GW). Neste âmbito, já está em operação um projeto solar fotovoltaico no Estado do Novo México (Jicarilla 2).

Através da sua joint-venture com o Grupo Ibereolica Renovables, no Chile, a Repsol tem acesso a um portefólio de ativos solares e eólicos em operação, construção ou desenvolvimento avançado, com um total de mais de 1.600 MW, com a possibilidade de exceder os 2.600 MW até 2030. 

A produção de eletricidade renovável é um dos pilares do modelo de descarbonização da Repsol. A empresa pretende atingir 6 GW de capacidade instalada até 2025 e 20 GW até 2030. 

Sobre a Repsol

Repsol é uma multienergética internacional, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade, sendo a primeira empresa do setor a assumir o objetivo de neutralidade carbónica até 2050. Presente em toda a cadeia de valor energética, a Repsol emprega 24.000 pessoas e distribui os seus produtos em cerca de 100 países para satisfazer as necessidades energéticas dos seus 24 milhões de clientes. Líder ibérica, em Portugal, a sua vocação multienergética é extensível às várias áreas em que está presente, através da produção e comercialização de produtos energéticos indispensáveis para o bem-estar da sociedade. Os contantes investimentos em produtos de baixo teor carbónico fazem da companhia um dos maiores investidores e empregadores nacionais.